segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Chá Verde X Chá Branco

Chá verde
Ele reinava absoluto entre os outros tipos de chá, até ser colocado em xeque pelo chá branco, que disputa a soberania. A boa reputação não é para menos: seus efeitos antioxidantes vêm de uma substância chamada catequina que, além de controlar a ação dos radicais livres e diminuir os riscos de desenvolvimento das doenças cardiovasculares, ajuda a driblar o

envelhecimento precoce. Segundo a nutricionista funcional Daniela Jobst, o chá verde também é digestivo, já que ativa a produção de ácidos estomacais.

A prevenção ao câncer está entre as virtudes da bebida. Além da catequina, o chá é rico em bioflavonóides, as duas substâncias bloqueiam as alterações celulares que dão origem aos tumores , diz Camila Duran, nutricionista clínica funcional da Clínica Pedrinola & Rascovski. (Conte com os benefícios da soja sem nem perceber que está no cardápio )

Quanto às dúvidas sobre a mãozinha que o chá dá a quem está de dieta, a especialista Daniela Jobst esclarece que ele aumenta a temperatura corporal. Isso acelera o metabolismo e favorece a queima de gorduras. Porém, para ser eficaz, a quantidade mínima da bebida deve ser atingida. A recomendação diária varia entre cinco xícaras a um litro, sendo que o consumo deve ser de, no mínimo, três meses. A escolha da temperatura da bebida fica a seu critério.


Ainda de acordo com Daniela, por ser considerado um alimento com poderes antiinflamatórios, o chá verde equilibra o organismo e faz com que ele fique longe das inflamações, diminuindo a possibilidade do acúmulo de gorduras. (Passe longe dos alimentos que enchem sua pele de celulites)

Mas não adianta contar só com ele e esperar os quilinhos a mais desaparecerem. É importante também seguir uma dieta pobre em gorduras saturadas, com pouca participação de carboidratos de alto índice glicêmico e alimentos industrializados, e rica em alimentos integrais. Sem esquecer de fracionar as refeições em, pelo menos, cinco porções ao dia , recomenda Daniela.

Por conter cafeína, o consumo da bebida deve ser limitado ao período da tarde, a fim de evitar transtornos do sono. A nutricionista Camila Duran ressalta que pessoas sensíveis à cafeína podem sofrer com dores de cabeça, irritação e mau humor, caso exagerem nas doses de chá verde.

Nunca beba o chá após as refeições, pois a cafeína compete com outros nutrientes, como ferro e vitamina C, prejudicando a absorção pelo organismo , faz mais uma recomendação sobre a ingestão do chá verde, Daniela.


Chá branco
Este tipo de chá possui as mesmas características nutricionais do chá verde. Ele passou a perna em seu concorrente por ser feito com folhas mais jovens. Essa é a única diferença entre os dois. O chá branco é extraído da mesma erva que o chá verde e o chá preto, a Camellia Sinensis. Porém, o chá branco é colhido apenas uma vez ao ano e é composto por brotos e flores da planta, numa composição de mais nutrientes potencialmente ativos , esclarece a especialista em nutrição clínica funcional, Daniela Jobst.


A diferença na hora da colheita da erva muda o sabor do chá, que tem um gosto mais doce e suave. Os benefícios, no entanto, continuam como os do chá verde. Ele é capaz de retardar o processo de envelhecimento, abaixar os índices de colesterol ruim, acelerar o metabolismo e queimar gordura corporal , lembra Daniela. (Use o cardápio a favor da sua beleza)


Camila Duran conta que, para desfrutar de todas as vantagens da bebida, o consumo diário do chá branco deve ser de quatro xícaras. Por pelo menos três meses , reforça Daniela Jobst. As especialistas ressaltam que as recomendações sobre a cafeína presente em sua fórmula são as mesmas que as do chá verde.

Site Minha Vida

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por ter vindo!