domingo, 7 de fevereiro de 2010

As Helenas de Manoel Carlos

(Por Alê Krisek, Site Minha Vida)


Baila Comigo (1981)
Lilian Lemertz foi a primeira Helena de Manoel Carlos. Teve filhos gêmeos, foi obrigada a separá-los por não poder criar os dois e passou a maior parte da trama com medo que descobrissem seu segredo. Para o especialista em teledramaturgia Nilson Xavier, a Helena interpretada por Lilian foi a mais marcante e forte de todas. "A atriz soube dar ao personagem dramaticidade e força na dose certa, usando e abusando de seu olhar expressivo e de sua sedução natural."

Alê Krizek explica que o look usado por ela mostra uma mulher que se preocupa com a aparência e sua maquiagem marcante reforça esta característica. "Olhar bem marcado com cores cintilantes e blush forte davam a força que a atriz precisava em sua fisionomia. Já os cabelos curtos eram uma inovação para a época e deixavam Lilian ainda mais expressiva", explica ele.  
Felicidade (1991)
A segunda Helena entra no ar dez anos depois, em 1991, com Maitê Proença. Mãe solteira, ela se casa com Mário (Herson Capri), mas ama Álvaro (Tony Ramos).

Embora apresente determinação para superar seu drama, é mais doce, mais meiga. Segundo Nilson Xavier, Maitê, com seu rosto angelical e sua aparência delicada, passava uma imagem de moça sofrida, doce e, ao mesmo tempo, forte. "A Maitê tinha carinha de menina e isso deu certa leveza à Helena interpretada por ela", explica Nilson.

Já no que diz respeito ao visual, os cabelos retos e presos, a maquiagem leve e as roupas no estilo romântico compuseram a personalidade da personagem, reforçando a ideia de moça meiga e corajosa?, explica o visagista.  
História de Amor (1995)
Em História de Amor foi a vez de Regina Duarte encarnar Helena, mãe de Joyce, adolescente que engravida do namorado problemático e é apaixonada por Carlos (José Mayer), que fica dividido entre sua ex-esposa e ela.

Para Alê Krizek, esta Helena era a mais "cafona" de todas, usava coques e roupas mais discretas e tinha uma fisionomia mais desleixada. "As sobrancelhas mais espessas eram seu ponto forte.

Davam um ar da mulher dona de casa, que não tem tempo para se cuidar", diz o visagista. O especialista em telenovelas explica que a imagem era intencional, pois, a primeira Helena vivida por Regina Duarte era uma mulher simples, mais próxima do público. "Ela não vivia um grande drama, e era mais madura, por isso o visual mais antiquado", conta ele. 
Por Amor (1997)
Em Por Amor, Regina Duarte repetiu o papel de Helena na novela. A novidade foi ter a atriz Gabriela Duarte, sua filha, trabalhando ao seu lado .

Aqui, Helena é mais tranquila, menos pesada, mas o drama familiar também se repete. Helena e a filha engravidaram e tiveram seus bebês ao mesmo tempo, mas o bebê de Eduarda nasceu morto e ela não poderia mais engravidar. Surgiu então o ato de amor mais polêmico da telinha: Helena trocou seu filho pelo de Eduarda. A mentira causou a separação entre Helena e o marido Atílio (Antonio Fagundes).

Nesta novela, segundo Nilson Xavier, a Helena interpretada por Regina Duarte perde espaço para as demais tramas que faziam parte da novela. "Não foi por falta de talento da Regina, mas pela maneira como o Maneco conseguiu montar uma novela com tantas tramas interessantes. A Helena ficou apagada perto das outras histórias", explica ele.

Usando um figurino mais clássico, com cores claras e cabelos retos e longos, Helena deixava transparecer uma sobriedade e uma despreocupação em ser o centro das atenções. "Ela não queria ser o centro, queria dar felicidade à filha. Não usava nada de muito chamativo e não aparecia fazendo tratamentos de beleza", explica Alê Krizec 
Laços de Família (2000)
Foi a vez de Vera Fischer dar vida à personagem. Na trama, ela fica dividida entre o amor de Edu (Reynaldo Gianecchini), Miguel (Tony Ramos) e Pedro (José Mayer), e vive o drama de ter uma filha com leucemia.

Esta Helena, conta Nilson Xavier, é mais glamourosa que as demais, cuida da imagem e se comporta como uma mulher moderna, cheia de cuidados com a aparência. "A Vera fez uma Helena estilo perua, que combinava muito com a proposta da personagem, já que Helena era dona de uma clínica de estética e vivia num ambiente mais refinado", afirma o especialista em novelas.

"A Helena aqui é mais sofisticada e se preocupa com a aparência. Faz tratamentos estéticos, usa cabelo loiro-acizentado, lábios sempre contornado com cores mais fortes que o batom e mostra certo cuidado com a escolha do caimento das roupas", analisa Alexandre.  
Mulheres Apaixonadas (2003)
Christiane Torloni é quem ficou com o papel de Helena, que vive um triângulo amoroso com Téo (Tony Ramos) e César (José Mayer). Ela é séria, diretora de escola, mais moderna e elegante. "Seu look enxuto e o corte de cabelo curto reforçam estas características", diz Ale.  
Páginas da Vida (2006)
Batalhadora e independente, a Helena , interpretada por Regina Duarte, adota uma criança com Síndrome de Down e passa a trama inteira lutando contra o preconceito e pela inclusão da filha.

Para Ale Krizek, a característica mais marcante no visual desta Helena é a combinação do ondulado romântico no cabelo com o batom mais escuro. "Seus cabelos mais ondulados e o batom em cores mais fortes reforçam sua personalidade determinada sem causar contradição. É uma mulher que não tem papas na língua e encara os desafios, mas que espera a felicidade no amor e na vida."  
Viver a Vida (2009)
Para Nilson Xavier, a inovação desta Helena não está centrada no fato dela ser a primeira Helena negra das novelas de Manoel Carlos, mas sim, na idade da protagonista. "O fato de ela ser negra, até onde sabemos, não vai interferir na trama, mas a idade será um empecilho para o amor de Helena e Marcos", explica ele.

Por ser modelo, esta Helena se cuida, está antenada com a moda e lança tendências. O grande trunfo dela, segundo o visagista Ale Krizek, é a valorização dos traços negros, como o cabelo cacheado e as cores que ressaltam o seu tom de pele. "O estilo afro e elegante e a combinação de cores e acessórios, certamente serão moda no verão, por influencia do figurino usado por Taís", aposta Ale. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por ter vindo!