segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Ração Humana- cuidados

 Oi Pessoal
Faz tempo que quero postar sobre a ração humana. Muito se diz a seu respeito, muitos exclamam que ela emagrece.
Até certo ponto isto é vdd, pois uma pessoa acostumada a ingerir grandes quantidades alimentos bem calóricos, por exemplo, ao começar a ingerir mais fibras, vai se sentir satisfeita mais rapidamente, comer menos e assim, emagrecer.
A ração humana é rica em fibras, e fibras são importantes ao nosso organismo. Mas tb uma reeducação do seu modo de se alimentar é muito importante. Não basta comer a ração, tem que verificar se o que vc come é o ideal.
A seguir, uma reportagem transcrita do Jornal Hoje, da Rede Globo, sobre ração humana:

Você já comeu ração?

“Acho esquisito, aí a gente vai começar a latir igual cachorro”, diz Alzira, dona casa.

Estou falando da ração para humanos.

"É meio louco. As pessoas estão pirando”, diz outra senhora.

É estranho, mas ela existe e virou sucesso na internet, onde pode se encontrar dezenas de receitas que prometem desde melhorar a saúde até emagrecer.

Mas será que é isso mesmo? Consultamos duas nutricionistas e elas confirmam: é uma mistura rica em fibras, contém vitaminas do complexo B e minerais.

Ajuda a controlar o colesterol, o diabetes, melhora o funcionamento do intestino, a pele e a imunidade do organismo.

O emagrecimento é que tem atraído mais pessoas.

“Você fala que perdeu uns quilinhos e todo mundo quer comprar”, fala Antônio Carlos Mota, aposentado.

Mas as nutricionistas fazem um alerta: ainda há muito improviso. A ração humana não é padronizada. Cada pacote apresenta fórmulas e composições diferentes, por isso é preciso tomar cuidado.

“Uma porção de uma tem 120 calorias, outra tem 150 e de uma outra você pode ter 180. Quando a pessoa for comprar ela deve observar esses detalhes. A pessoa que está tentando emagrecer tem que usar um pouco menos de calorias”, avisa Salete Brito, nutricionista da Unicamp.

O ideal é evitar comprar a ração já processada porque ela pode perder as propriedades pela forma como foi armazenada. Embora não seja muito prático, as nutricionistas orientam a comprar cada um dos ingredientes que são vendidos a granel e fazer a mistura em casa. Assim, você também tem a garantia do que está consumindo.

Depois a ração deve ser guardada de preferência na geladeira num pote fechado e escuro porque a luminosidade pode ajudar a oxidar o óleo que existe na linhaça e no gérmen de trigo.

Depois de analisar as receitas disponíveis, as nutricionistas chegaram a um consenso sobre uma receita que pode ser feita em casa.

Além da linhaça (50 g) e do gérmen de trigo (250 g), a ração deve ter também com leite de soja sem açúcar (500g), farelo de trigo (500 g), flocos de aveia (250 g), semente de gergelim com casca (100 g), açúcar mascavo (100g) ou cacau (50g), levedo de cerveja em pó (50g), guaraná em pó (50 g), quinua (100g).

Como a receita tem muita fibra, é preciso tomar muito líquido.

“Se a pessoa não toma água ela pode ter o efeito ao contrário do que ela se propõe. Pode fazer com que a pessoa em vez de regularizar o intestino, ela fique com o intestino preso”, orienta a nutricionista.

Preste atenção para alguns cuidados: a dose diária não deve ultrapassar duas colheres das de sopa e ela pode ser um complemento principalmente para o café da manhã e o lanche da tarde.

“Ela pode ser misturada no suco, no leite da manhã ou da tarde, iogurte ou até mesmo outra porção da mesma colher de sopa pode ser colocada sobre a fruta”, ensina diz Alessandra Pereira, nutricionista.

A ração humana também nunca deve ser usada para substituir as refeições. O emagrecimento não é restrição e diminuição brusca de alimento. É um controle e um equilíbrio alimentar ao longo do dia”, diz a nutricionista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por ter vindo!