quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Perca peso!

Bom Dia Meninas!!!!



Medicamentos para diminuir o apetite, “chazinhos”, gomas, shakesdietas milagrosas só de caldos, ou só de frutas, ou isentas de carboidrato, jejum, enfim, cada um tem uma receita e diz funcionar. Mas quem procura ou já procurou alternativas como estas para perder peso já sabe que, embora consiga um resultado interessante no início, logo após retornar à rotina alimentar recupera tudo novamente, e às vezes chega até a ultrapassar o peso anterior ao da perda.
E por que isso acontece?
Nosso organismo é muito inteligente e, assim como nós, ele não quer “passar fome”. Portanto, quando não comemos (ou comemos menos que o necessário para ele funcionar bem) ele passa a armazenar mais do que o normal para ter a garantia de que essa reserva suprirá suas necessidades. E dessa maneira, ele tende a economizar energia para realizar suas funções, ou seja, funciona mais devagar (é o que se diz tornar o metabolismo mais lento). Assim, nosso metabolismo passa a “queimar” menos calorias. Aí decidimos parar com a “dieta maluca” e voltamos a comer como antes. Pronto! Bastou para que toda a estratégia de emagrecimento escorra pelo ralo.
Se nosso comportamento perante a alimentação não dava certo, só nos fazia ganhar mais e mais peso, agora não será diferente. E tem mais um agravante: aquele metabolismo que eu mencionei ter desacelerado. Se o modo como comíamos e os alimentos que escolhíamos já somavam muitas calorias num dia, agora será ainda mais.
É penoso modificar nossa alimentação? Pose ser, assim como tudo o que tentamos alcançar na vida. Temos que abrir mão de muitas coisas para conseguir o que queremos. E com a alimentação não é diferente. Não significa que nunca mais poderemos comer aquilo de que tanto gostamos, mas que o dia a dia necessita modificações.
Mas isso tudo é só no começo. Depois que os resultados aparecem, tanto estéticos como na saúde, passamos a optar por hábitos de vida mais saudáveis (por nós mesmos), incluindo essas boas escolhas na hora de comer.
Aprender a comer, esse é o segredo! Aprender a fazer escolhas.
Isso vale mais que apenas pegar um cardápio e dizer que vai segui-lo. E quando sai de casa, viaja e sai da rotina? O cardápio nos ajuda a ter idéias para refeições, ter noções de quantidades e porções no início das mudanças. Mas nem sempre teremos à mão os ingredientes daquela receita que consta no cardápio. E aí, devo substituí-lo? Por qual? Na correria não deu tempo de preparar o lanche pra levar ao serviço, ou chegou cansado em casa e está sem pique para preparar o jantar? Pois é, são várias situações muito comuns e que não serão problemas àqueles que “sabem comer”.
Para boas escolhas consideramos não só o que é pouco calórico (no caso da perda de peso), mas também as combinações dos nutrientes entre si e o quais os alimentos que vão suprir as necessidades de nutrientes de determinado indivíduo, para que ele perca peso de maneira saudável e sem complicações, como indisposição, mau hálito, queda de cabelo, unhas enfraquecidas e quebradiças, dores de cabeça, irritabilidade, problemas intestinais, e por aí vai.
É o bom e velho “comer para viver” e não “viver para comer”.
Esse é o trabalho do (a) nutricionista. Solicitar uma ajuda a esse profissional pode ajudar muito e facilitar a vida de quem quer perder peso, melhorar a saúde e manter esse perfil sem se desgastar e se desfazer dos prazeres da vida.

Fonte: www.anutricionista.com


bj bj bj

3 comentários:

  1. Verdade... o segredo de tudo... é SABER COMER.... o QUE COMER ... e qual a quantidade!!!
    Dietas malucas, restritivas e remédios não fazem milagre mesmo!!!!
    NÃO ADIANTA!!! rs rs

    o negócio é...
    Reeducação Alimentar + Atividade física.... eternamente!!!! rs

    Bjuuuuusss
    Tenha uma linda quinta!!!

    ResponderExcluir
  2. Ótimo artigo, esse do site A Nutricionista. Eu estou na fase de optar por hábitos de vida mais saudáveis depois de ver e sentir o que foi conquistado! Tenho também o acompanhamento de uma nutricionista maravilhosa!

    ResponderExcluir
  3. Ótimo artigo!
    O meu problema é que eu sei o que comer, mas peco na quantidade e no tamanho das porções.
    Preciso diminuir,mas sempre acabo pondo mais do que é necessário.
    Bjo

    ResponderExcluir

Obrigada por ter vindo!